THE FINAL FRONTIER – A DONZELA DE FERRO ATACA NOVAMENTE

Hoje consegui achar, e comprar, o novo trabalho da minha, digamos “banda de cabeceira” o Iron Maiden. O novo álbum se chama ” The Final Frontier, e foi lançado em 17/08/2010. Acabei de ouvi-lo agora e resolvi escrever algumas palavras sobre o que achei.

Bem, desde o  ótimo álbum “Brave New World” que marcou a volta de Bruce Dickinson e Adrian Smith ao grupo, após uma passagem desastrosa de Blaze Bayley, fruto de alguma espécie de diarreia mental de Steve Harris ( Baixista e dono do Iron),e que gerou dois pavorosos álbuns, “X Factor” e “Virtual XI”, estes que eu nem considero como fazendo parte da discografia oficial da banda, a donzela de ferro, ao meu ver, adotou uma postura bem mais experimental, provavelmente com o intuito de atrair gerações mais jovens, que talvez não estariam mais tão acostumadas com um Heavy Metal mais “Raiz” ( bom, culpa dos anos 90, que fizeram muito mal ao rock em geral, com seus “Nirvanas” e “Greendays” da vida). Enfim, talvez a banda achou que precisava de um realinhamento e, após Brave New World, deixou mais ainda a sua veia alternativa em evidencia, e começou a criar sons totalmente diferentes de “Powerslave” ou da obra prima “The Number Of the Beast” por exemplo,  e até sendo bem sucedida, salvo alguns escorregões aqui e ali, ou gerando alguns álbuns mais “esquisitos” como Dance of Death, que é bom, mas bem esquisito. E The Final Frontier não foge à regra! De certa forma, lembrando muito o Brave New World, o novo trabalho procura focar mais em batidas medianamente pesadas, porém com um trabalho bem forte na melodia e ressaltando bastante a voz de Bruce que, mesmo aos 52 anos, continua mandando muito bem,  e continua sendo, com certeza, um dos maiores vocalista vivos hoje, e de todos os tempos. Como é praxe nos trabalhos do Iron, sempre existe uma espécie de tema, e Final Frontier também mostra neste quesito, uma abordagem mais Sci-Fi, com um Eddie bem estilizado e mais “monstro” na capa, justamente para atrair este povo o mais jovem.

Agora, vendo as 10 musicas mais de perto, com exceção de “Eldorado” que é extremamente genérica, as outras 9 são legais, sendo “Mother of Mercy” e “When The Wild Wind Blows” as melhores, na minha opinião, muito boas mesmo!

Agora, uma coisa é certa, a boa e velha Donzela de Ferro está de volta, e continua firme e forte em seu estilo,mesmo com estes ajustes que, infelizmente, hoje em dia, precisam ser feitos para que as novas gerações consigam ser abordadas, e, ao contrario de outras bandas da mesma época que, na minha visão, perderam totalmente a identidade e agora, querem, desesperadamente, voltar às origens (Ou seja, Metallica! por exemplo), o Iron, ao longo dos anos, entre erros e acertos, continua fiel a seus fãs, e isso é o que importa…

Enfim, podem comprar The New Frontier que vale a pena sim, pois continua sendo o Iron Maiden de sempre, apesar de tudo!

OBS: Na Saraiva, onde comprei, está por R$ 29,90

UP THE IRONS!!!!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: